gototopgototop

Referência em Fisioterapia na Internet

Referência em Fisioterapia na Internet


Convênio - Estácio - FisioWeb
gototopgototop
Os Benefícios do Pilates para o Portador da Doença de Parkinson Imprimir E-mail

 

Definição

A doença de Parkinson é uma enfermidade que foi descrita pela primeira vez em 1817, pelo médico inglês James Parkinson.

É uma doença neurológica, que afeta os movimentos do indivíduo, pode provocar desequilíbrio, alterações posturais e disfunções na fala e na escrita. Não é uma doença fatal, nem contagiosa, não afeta a memória ou a capacidade intelectual do parkinsoniano.

Também não há evidências de que seja hereditária. Apesar dos avanços científicos, ainda é incurável, é progressiva (variável em cada paciente) e a sua causa continua desconhecida até hoje.

A Doença de Parkinson surge após a degeneração de células situadas numa determinada região do cérebro que participa do controle e da coordenação dos movimentos, assim como da manutenção do tônus muscular e da postura. Essas células produzem uma substância chamada dopamina. A falta ou diminuição da dopamina afeta os movimentos do paciente, provocando os sinais e sintomas mencionados anteriormente.

Drª Deise Ferreira de Lima Matos

O FisioWeb em Foco visitou o Studio ALC Pilates, localizado no RJ e conversou com a Dra. Deise Ferreira de Lima Matos - Bacharel em Fisioterapia pela FRASCE, Instrutora de Pilates, com formação em RPG, Auriculoterapia, Acupuntura Craniana e Terapias manuais.

FisioWeb em Foco Como é o quadro clínico de uma pessoa portadora da Doença de Parkinson?


Dra.
Deise Matos
O quadro clínico da Doença de Parkinson é constituído, principalmente, pela tríade: tremor em repouso, rigidez muscular e bradicinesia (lentidão de movimentos). Com a evolução da doença, o indivíduo pode começar a andar dando passos curtos, ter dificuldades para levantar da cama ou da cadeira e até perder a expressão facial.


FisioWeb
em Foco Esse quadro é comum a todos os pacientes?


Dra.
Deise Matos
Não. O quadro clínico varia de paciente para paciente. Os sinais e sintomas do Parkinson são de início duvidoso, podendo uma de suas manifestações aparecer isoladamente ou em associação e variar de paciente para paciente.

 

FisioWeb em Foco Podem ocorrer outros tipos de complicações?


Dra.
Deise Matos
Sim. Podem surgir complicações secundárias como: dificuldade para dar os primeiros passos, atrofia e fraqueza muscular por desuso, problemas respiratórios e a “posição de esquiador” que adota, alterações circulatórias com edemas de extremidades, osteoporose, contraturas e deformidades, e úlceras de decúbito.

 

FisioWeb em Foco Existe hoje algum tratamento eficaz?


Dra
. Deise Matos
Como se trata de uma patologia do sistema nervoso central, uma vez que os neurônios são afetados não há como recuperá-los. No entanto, é de grande importância que se inicie o tratamento assim que o diagnóstico for estabelecido, para que os sinais e sintomas sejam combatidos e sua progressão seja retardada.

 

FisioWeb em Foco Em que consiste esse tratamento que venha a retardar a progressão da Doença de Parkinson.


Dra.
Deise Matos
O ideal é que o paciente esteja acompanhado de uma equipe multidisciplinar, dentre eles:

- o médico, que indicará os medicamentos adequados para combater o mecanismo de ação que leva a diminuição de dopamina e supri-la;

- o fonoaudiólogo, com técnicas para tratar os problemas de deglutição, fala e voz que surgirem;

- terapeuta ocupacional, para adaptações nas atividades da vida diária e afins, ajudando-o a ser mais independente possível;

- o psicólogo, uma vez que não afeta o intelecto, é comum momentos de depressão por causa da evolução da doença;

- nutricionista, na orientação da dieta e;

- fisioterapia, que utilizará técnicas apropriadas conforme a evolução da doença. Ela leva ao aumento da qualidade de vida do paciente. De fato, os exercícios físicos conservam a atividade muscular e flexibilidade articular. Inativos, os músculos têm tendência a se atrofiar, se encurtar e sua força diminuir. A rigidez resultante limita a amplitude dos gestos. Cinesioterapias, hidroterapia, exercícios respiratórios e pilates, são recursos que a fisioterapia oferece para um programa de reabilitação de um parkinsoniano.

 

FisioWeb em Foco A Sra. comenta sobre o uso da técnica de Pilates. O que ela pode influenciar no tratamento.

 

Dra. Deise Matos Pilates é um programa de treinamento do corpo e da mente com base em seis princípios fundamentais: concentração, controle, centro de força, fluidez nos movimentos, respiração e precisão. Um sistema único de exercícios de alongamentos e fortalecimento, coordenação motora e equilíbrio, procurando evitar impacto ou pressão sobre as articulações, diminuindo o risco de lesões.
É uma forma de atividade física indicada para qualquer pessoa, principalmente, para aqueles com dores nas colunas cervical e lombar, dores crônicas, articulares e musculares, sedentários ou atletas, gestantes e idosos, além de reabilitação traumato-ortopédica, reumatológica e neurológica, se as aulas forem instruídas por fisioterapeutas, já que os educadores físicos também estão aptos a lecionar as aulas de Pilates.

 

FisioWeb em Foco Em que a prática de Pilates mais beneficia o doente de Parkinson.


Dra.
Deise Matos Com o Pilates, o portador da Doença de Parkinson seria beneficiado com o trabalho respiratório objetivando a expansibilidade torácica. Esses exercícios são necessários porque o paciente tende a adotar uma postura de prostração, diminuindo o espaço necessário para a expansão pulmonar durante a respiração, levando-o a ter uma respiração cada vez mais prejudicada e difícil. Os alongamentos globais e específicos para grupamentos musculares mais comumente afetados; exercícios de fortalecimento leve e os que favorecem o ganho de amplitude articular tanto em membros superiores e inferiores, quanto em flexibilidade da coluna vertebral também são importantes. Isso porque o indivíduo vai perdendo a capacidade de manter-se ereto, de realizar movimentos de grande amplitude como dar um passo largo e pegar algo numa prateleira acima da cabeça por exemplo.

 

FisioWeb em Foco Qualquer doente de Parkinson pode praticar o Pilates?


Dra.
Deise Matos
Sim, tão logo ocorrer à liberação médica. Todos os exercícios são selecionados e realizados após uma minuciosa avaliação fisioterapêutica, em benefício do paciente, respeitando suas limitações e capacidade de compreensão e concentração de cada um, com a finalidade de mantê-lo mais independente e retardar ao máximo a instalação das restrições que a Doença ou Mal de Parkinson provoca.

 

Veja agora, alguns exercícios que podem ser praticados por pacientes com o Parkinson:










Telefone: (21) 96445-3063

E-mail: fstdeisematos@gmail.com

- Aulas Especiais para 3ª idade - Alívio das Dores -
- Correção Postural - Fortalecimento Muscular -
e muito mais...

- Marque já uma Aula Experimental -


 


Reportagem por: Gilberto Fernandes.

Fotos por:
Alexandre Santos.

Modelo das fotos:
Cláudia Fanelli



Comentários 

 
0 #11 João João Lucas 07-09-2017 05:33
|Eu gostei de olhar através de um artigo que faz homens
e mulheres a parar para pensar.
Citar
 
 
+1 #10 Blair 14-03-2012 14:15
Parabéns pela iniciativa e realização.
Basicamente foi feita uma pesquisa inicial, agora outros profissionais irão aderir a essa nova perspectiva.
Citar
 
 
+1 #9 Dra. Deise Matos 28-02-2012 14:03
Citando wilson:
Bom dia !!! Fiquei com uma duvida... quando se falou em reabilitaçao da pessoa com Parkinson atravez do Pilates... Significa que ela volta ao seu estado normal antes da doença se manifestar? ou só retarda o processo como foi explicado no artigo?


Olá, Wilson! O Parkinson não tem cura, até o momento. Por isso, os exercícios de Pilates servem para melhorar a qualidade de vida da pessoa, se ela já estiver apresentando algumas das dificuldades citadas e, retardar o desenvolvimento das mesmas se ainda estiver no estágio inicial.
Citar
 
 
+3 #8 Maiza 22-02-2012 10:36
Parabéns! Uma reportagem interessante e esclarecedora dos benefícios q o Pilates traz ao portador desta patologia.Parabéns!!!!
Citar
 
 
+1 #7 wilson 22-02-2012 10:08
Bom dia !!! Fiquei com uma duvida... quando se falou em reabilitaçao da pessoa com Parkinson atravez do Pilates... Significa que ela volta ao seu estado normal antes da doença se manifestar? ou só retarda o processo como foi explicado no artigo?
Citar
 
 
+3 #6 Equipe FisioWeb 15-02-2012 21:18
Citando Cristina:
Excelente conteúdo!!!
Seria muito interessante apresentar os benefícios do Pilates para outras patologias.


Excelente sugestão, vamos conversar com ela e ver se tem como falar sobre benefícios em outras patologias...
Citar
 
 
+1 #5 Gilberto 15-02-2012 17:40
Reportagem de fácil entendimento do público em geral. Parabéns
Citar
 
 
+2 #4 Cristina 13-02-2012 22:46
Excelente conteúdo!!!
Seria muito interessante apresentar os benefícios do Pilates para outras patologias.
Citar
 
 
+4 #3 Vera Lucia 13-02-2012 21:03
O FisioWeb está tornando o conhecimento acessível à todos. Parabéns!
Citar
 
 
+3 #2 Cláudia 13-02-2012 20:27
Muito interessante...!!!
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Artigos Relacionados:
 
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack