gototopgototop

Referência em Fisioterapia na Internet

Referência em Fisioterapia na Internet

FisioWeb em Foco

Reportagens
FisioVídeos

Acesso - Usuário



Nossos Sites

Inform@tivo

Assinar

Assine e receba periodicamente os nossos comunicados e promoções de produtos e eventos.
Termos e Condições de Uso
Banner

Buscador - Artigos

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Convênio - Estácio - FisioWeb
gototopgototop

Inform@tivo

Assinar

Assine e receba periodicamente os nossos comunicados e promoções de produtos e eventos.
Termos e Condições de Uso
Biografia de Freddy Kaltenborn E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

 

Trabalho realizado por: Claudia Fernanda Carvalho - Pablo - Rafael Fogageiro e Sulamita Pereira Novaes


Orientador:
Blair José Rosa Filho

 

Curso de Fisioterapia - UNIVERSO São Gonçalo - RJ

 

FREDDY KALTENBORN


Nascido na Noruega, Freddy Kaltenborn começou sua carreira profissional como educador físico e treinador de atletismo na Alemanha, em 1945. Em 1949 formou-se em Fisioterapia passou a se dedicar ao tratamento de pacientes com doenças da coluna. Impulsionado pela sua insatisfação e frustração com os resultados obtidos usando a massagem combinada com a mobilização e manipulação junto com movimentos ativos e passivos aprendidos em sua formação convencional na fisioterapia.

No início da década de 50, Kaltenborn mudou-se para Londres com o objetivo de aprender as técnicas de mobilização articular desenvolvidas pelos doutores James Cyriax e James Mennel, ambos especialistas em medicina ortopédica dedicados à formação de fisioterapeutas.

Após seu retorno para a Noruega, Kaltenborn recebeu o apoio da Associação de Fisioterapia de Oslo, a qual o convidou para organizar o primeiro curso sobre o método de Cyriax no país em 1954, formando a primeira turma que deu origem ao grupo norueguês Manipulation Group. Com seus ensinamentos, Kaltenborn mudou significativamente a visão da medicina e dos conceitos de terapia manual em seu país, incluindo sua prática na medicina tradicional em 1958.

Entretanto, a proposta inicial do método de avaliação e tratamento da coluna proposto pelos doutores Cyriax e Mennell e utilizado pelo Manipulation Group norueguês não utilizavam técnicas direcionadas para um segmento ou estrutura da coluna vertebral. Devido à essa necessidade, Kaltenborn retornou para a Inglaterra, no final dos anos 50, para estudar na escola britânica e no London College of Osteopathy, com o professor Alan Stoddard, um osteopata que havia desenvolvido técnicas mais específicas para o tratamento da coluna. Com ele, Kaltenborn selecionou e passou a fazer uso de técnicas osteopáticas e as introduziu no Manipulation Group, da Noruega.

Assim, Kaltenborn trabalhou por muitos anos com o Dr. Cyriax e Stoddard para determinar quais técnicas fisioterapêuticas, osteopáticas e da medicina desportiva deveriam fazer parte do programa de terapia manual para fisioterapeutas. Sua ideia era desenvolver um método único de acordo com seu conhecimento adquirido durante anos de estudo, juntamente com suas próprias teorias e técnicas. Dessa forma, foi criado o método Kaltenborn ou terapia manual ad modum Kaltenborn.

Kaltenborn introduziu também outros conceitos importantes em seu estudo, como os princípios biomecânicos para avaliação e tratamento, as regras côncavo-convexo, os graus de tratamento, os métodos de pré-posicionamentos tridimensionais, proteção da articulação adjacente e os princípios da ergonomia direcionados para a proteção do fisioterapeuta.

A partir de 1962, os médicos escandinavos que haviam se formado através de Kaltenborn, criaram a Associação Nórdica dos Médicos Especialistas em Terapia Manual, o que permitiu a disseminação do método Kaltenborn para os outros países escandinavos e que tinha Freddy Kaltenborn como diretor.

Nessa época, Kaltenborn já trabalhava com Olaf Evjenth, um fisioterapeuta norueguês com experiência em educação física e treinamento desportivo. Evjenth introduziu algumas inovações que completaram o método. De maneira concreta, o que Evjenth fez foi inserir técnicas especializadas para alongamento e fortalecimento muscular, junto com exercícios de coordenação. Ele também projetou planos de treinamento intensivo para pacientes que cuidavam da dor, do restabelecimento de amplitude de movimentos e ao mesmo tempo do desempenho atlético, além de modificar alguns exercícios para que os pacientes pudessem realizá-los em casa, com a auto-mobilização, auto-estabilização e auto-alongamento. Kaltenborn e Evjenth, juntamente com o Grupo Norueguês de Terapia Manual, desenvolveram técnicas adicionais para o auto-tratamento e equipamentos ergonômicos a fim de tornar os tratamentos mais eficazes e menos estressantes fisicamente para o terapeuta. Combinava também diversas técnicas para obter melhores resultados, um dos pilares do seu conceito.

Seu método preconizava a criação de três graus de mobilização articular: os graus I e II, utilizados para alívio de dor e o grau III, para ganho de amplitude de movimentos. Usa ainda a analogia de um barco (uma superfície articular) ligado a um ponto fixo (outra superfície articular), para explicar como os graus atuam sobre as articulações.No grau I ainda existe frouxidão, no grau II há desaparecimento da frouxidão, e no grau III ocorre alongamento. Kaltenborn prioriza movimentos sustentados, mas também utiliza movimentos oscilatórios para tratamento. São feitas 10 repetições de movimento, sendo que a cada vez o movimento é sustentado por 10 segundos.

Desta forma , o Conceito Kaltenborn - Evjenth foi apresentado ao mundo no ano de 1973 , coincidindo com o Seminário Internacional de Terapia Manual Ortopédica ( ISOMT ) , fundado por Brodin , Cyriax , Hinsen , Stoddard e o próprio Kaltenborn e Evjenth .

Um ano depois, em 1974, Kaltenborn fundou, juntamente com Geoffrey Maitland, Stanley Paris, David Cordeiro, Gregory Grieve , Brian Edwards e outros fisioterapeutas treinados em seus métodos , a Federação Internacional de Terapia Manual Ortopédica , que hoje em dia é uma Confederação Mundial do subgrupo de Fisioterapia ( WCPT ) e também é encarregada de estabelecer os padrões de formação da terapia manual ortopédica em todo o mundo.

Ao mesmo tempo que Maitland estava desenvolvendo seu sistema de mobilizações oscilatórias , Kaltenborn avançava em um estilo diferente de técnicas de avaliação e mobilização. Com base nos conhecimentos biomecânicos emergentes de MacConaill, Kaltenborn tinha como objetivo recuperar movimento através da concentração de movimento nas superfícies articulares , ou seja , com a distração , compressão, deslizamento e rotação conjunta . Com seu grande amigo e colega Olaf Evjenth , o Sistema de Kaltenborn - Evjenth promovia o uso de artrocinemática e osteocinemática tanto em avaliação como no tratamento das disfunções de movimento articular. Esta abordagem, nitidamente mecânica, iria competir por muitos anos com o uso do método Maitland de tensão tecidual e reação.

Entre 1977 e 1984 lecionou como professor da Michigan State University College de Medicina Osteopática nos EUA.

Kaltenborn praticou medicina ortopédica e terapia manipulativa na Noruega por 32 anos , 1950-1982 , tanto na prática clínica como na formação acadêmica.

Publicou diversos textos e documentos sobre a terapia manual ortopédica, dentre eles:

Mobilização manual das articulações. Volume I: Extremidades . F. Kaltenborn em colaboração com O. Evjenth , T. Baldauf , D. Morgan , E. Vollowitz . Noruega 2012.

Mobilização manual das articulações. Volume II: A Espinha . F. Kaltenborn em colaboração com O. Evjenth , T. Baldauf , D. Morgan , E. Vollowitz . Noruega 2012.

Mobilização manual das articulações , Volume III: Traction- manipulação das extremidades e coluna vertebral. Noruega.

 

Obs:

- Todo crédito e responsabilidade do conteúdo são de seus autores.

- Publicado em 29/08/2014.

Artigos Relacionados:
 
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack